Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio

Jakobskind, o humorista que saiu do armário

Posted by sindicatodosjornalistas em outubro 11, 2014

Segundo Jaguar, a única maneira de não ficar maluco é encarar com humor o que acontece neste planeta ensandecido

Parla! As entrevistas que ainda não foram feitas, de autoria do jornalista Mário Augusto Jakobskind, será lançado no próximo dia 17 de outubro, sexta-feira, a partir das 19h, no Café Doce Momento, Rua Domingos Ferreira, 178-A (ao lado do hotel do SESC), Copacabana, RJ, tel.: 3486-7554.

Em segunda edição, revisado e aumentando, o livro é mais uma edição da BOOKLINK (www.booklink.com.br). O evento conta também com o apoio dos sindicatos dos jornalistas profissionais do estado e do município/RJ e do Sindicato dos Cirurgiões-Dentistas/RJ.

O humorista Jaguar, um dos fundadores do velho Pasquim, assina a apresentação desta edição. E assim se refere ao autor: “Somos, ele, eu e não muitos gatos pingados que insistem em dizer que o rei está nu, minoria absoluta num universo de – na definição magistral de Hélio Fernandes – jornalistas amestrados e pré-pagos, como os celulares”. E acentua: “Conheço de priscas eras esse jornalista e repórter visceral, mas confesso que este livro foi uma surpresa. Sempre achei o Jakobskind um cara sisudo demais para o meu gosto. Mas agora o humorista que ele escondia saiu do armário. Parece que ele chegou, pela experiência, a uma conclusão que eu cheguei pelo instinto: a única maneira de não ficar maluco é encarar com humor o que acontece neste planeta ensandecido”.

Parla! é um livro-reportagem que deveria constar nas bibliotecas e ser adotado em todas as escolas de comunicação. Corajoso e audaz, escrito com primorosa técnica jornalística de como se deve entrevistar líderes públicos e outros nem tanto, mas que por razões obscuras passaram a fazer parte da vida política do país. Com ironia e muito, muito bom humor, fatos e personagens que já se foram para o além estão presentes em suas páginas, desafiando analistas, historiadores e videntes de todas as ordens vigentes.

Jakobskind, experiente repórter, mostra como se faz bom jornalismo. Para o trabalho pesado das entrevistas contratou dois jovens e intrépidos repórteres-cambonos, Ahmed Al-Jazon e Armando Esadof, o muito pelo contrário. Estes foram recebidos por Leonel Brizola, João Goulart, Getúlio Vargas, Carlos Lacerda, Millôr e a turma do Pasquim, João Saldanha e alguns craques do escrete canarinho, Salvador Allende, Hugo Chávez; e direto do inferno uma trepidante entrevista com Castelo Branco e demais ditadores, e outros mais. E ficou surpreso. Recebeu e editou os textos, e o resultado é este livro que muito contribui para desvendar a política brasileira e internacional.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: