Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio

Sindicato sai em defesa de pesquisadores processados

Posted by sindicatodosjornalistas em janeiro 15, 2012

O Sindicato dos Jornalistas assinou moção em apoio aos pesquisadores da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade do Estado do Rio (UERJ) que estão sendo processados pela siderúrgica TKCSA (Companhia do Atlântico). A moção, que contém outras assinaturas de representações de classe também,  está sendo enviada a órgãos e entidades de Comunicação Social do País. 

Conforme esses pesquisadores, a empresa siderúrgica, antes mesmo do início do seu funcionamento, vem causando impactos à saúde e às condições materiais de vida da população de Santa Cruz e arredores, no Rio. 

Desde o início desse processo face aos pesquisadores, vários movimentos sociais, entidades como o PACS e pesquisadores da Fiocruz vêm atuando na denúncia da violação de direitos que teriam sido praticados pela empresa. A segundo eles, resposta da TKCSA, mesmo com várias evidências dos acidentes ambientais divulgados na mídia, foi o processo contra os pesquisadores.

 O Jornal do Engenheiro, editado no Rio,  vem publicando matérias sobre o caso. Os pesquisadores da Fiocruz e da UERJ comunicaram que vão procurar também a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), em busca de apoio para o esclarecimento da questão. O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado, Continentino Porto, disse que vai repercutir o assunto nos jornais do RJ, procurando assim colaborar para o esclarecimento urgente do processo que está na Justiça.

A TKCSA entrou com um processo contra servidores da Fiocruz e da UERJ que denunciaram publicamente os impactos socioambientais causados pela empresa na região de Santa Cruz, Itaguaí e áreas próximas à Bacia Hidrográfica da Baía de Sepetiba,  imediações onde a  empresa está instalada.

 Os servidores processados são o pesquisador pneumologista, Hermano Alburqueque de Castro, o membro da escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), o engenheiro sanitarista Alexandre Pessoa Dias, o professor-pesquisador da escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPPSJV), ambas instituições fazem parte da Fundação Osvaldo Cruz, e a bióloga Mônica Cristina Lima, do Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e membro do Sindicato dos Trabalhadores das Universidade Públicas Estaduais do RJ ( Sintuperj).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: